O passado não reconhece o seu lugar sempre presente.

Ontem fui encorajada a escrever minha opinião sobre oportunidade de negócios em Design, para a matéria de Expressão Gráfica VI da faculdade. E antes de tudo, como ninguém sai do lugar sozinho, gostaria de agradecer Luiza Tamburini, Ana Luiza Pinto e Luiz Moreira.

Minha visão sobre design tem sido lapidada a cada dia, mas poucas são as vezes que eu realmente explano o recorte do meu pensamento. Sendo assim, minha produção foi pautada em um direcionamento acadêmico, mas diz muito sobre a construção de um caráter pessoal e profissional. Por sorte, eu passo a devagar mais sobre esses conceitos em breve.

Continuar lendo “O passado não reconhece o seu lugar sempre presente.”