Magic trick – Escrever e pensar

404107_457362307642371_1364871715_n

“No, this is NOT great while I’m still young! It’s great for the rest of my life! You don’t understand. This is not just a thing I’m doing to kill time. This is my calling! My life! I don’t want what you have. I will always be an adventurer.”

“As we get older, life can just sort of happen to us. Whatever we end up doing, we often end up with more responsibilities, more burdens, more obligations. This is not always bad. In fact, in many cases it is really good. It means you’re influencing people, leaving a legacy. (…)

Youth is a time of total empowerment. You get to do what you want. As you mature and gain new responsibilities, you have to be very intentional about making sure you don’t lose sight of what’s important. The best way to do that is to make investments in your life so that you can have an effect on who you are in your later years. (…) I did this by traveling. Not for the sake of being a tourist, but to discover the beauty of life — to remember that I am not complete.”

“Uma vez que você se sente uma parte de tudo que existe, da maior montanha à menor abelhinha, da imensidao do oceano àquela pessoa conhecida ou desconhecida, àquele animal da floresta ou àquele nascer do Sol, não só redireciona seu amor e gentileza a tudo que existe, mas também redireciona a sensação de paz ao olhar o Sol nascer ou ao ver uma criança sorrindo (mesmo que desconhecida) a si próprio, e assim é capaz de se amar e ser gentil consigo. Uma vez que se percebe que é, de fato, parte inseparável de tudo que existe, se percebe a paz, o amor e a felicidade que você é por natureza, sendo você a própria natureza.”

[you have to experience it yourself. The only way you can relate is by seeing them. – Traveling allows you to feel more connected to your fellow human beings in a deep and lasting way, like little else can. In other words, it makes you more human.]

Verão de 2012
Maio/Junho. Verão de 2012 no lago Tahoe, na Califónia.

De uns tempos para cá tenho diminuído meus hábitos físicos, em visitar lugares externos, em ver o dia.. e por vezes coloco esta posição como sendo condicionada ao meu contexto. Ao mesmo tempo sempre viajo muito, em relação as pessoas que eu conheço, não para lugares populares fora do meu país. Acho que muitos dos meus impulsos são feitos aonde eu ainda tenho uma certa abertura, alguns pontos de contato, meus bairros nacionais.

E nesse paradoxo, para mim, pensei que provavelmente existe uma similaridade, talvez até um hábito repetido, tanto nos momentos de isolamento com o que antes eu me comportava e o que eu sou quando eu um passeio-viagem.

Eu não sei como funciona para as outras pessoas, mas para mim é como se houvesse um grande desenvolvimento dàquilo que uma vez foi imaterial, através das imagens e fotografias que seus amigos postam em redes sociais – e eu sempre digo que é onde eu mais aprendo a viajar – e a imagem que se torna real a partir do olhar.

O olhar, por si, não basta. É preciso tocar, me mexer, sentir meus músculos e impulsionar as maiores sensações para não só marcar aquele momento único, mas para me reconhecer presente ali. Falando assim até parece que eu prevejo alguma coisa.. Na verdade eu tenho uma tendência muito grande a me sentir confortável na maioria dos lugares que eu vou. O maior desconforto que pode ser trazido são pelas outras pessoas. E isso, é imprevisível. Acho que não por acaso, até mesmo um desconforto qualquer, eu acredito todos os momentos são capazes de sugerir aprendizado, mas não é todo momento que você está preparado a absorvê-lo. As vezes falta um estalo,.. de registro – que supondo um movimento corporal, eu não poderia imaginar estar fazendo outro que não este, e assim ser associado na minha memória.

The right magic trick: chegar ao cérebro pelo músculo e ao espírito pelo corpo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s