Blood Brother

“I hate being close to people,” he says. “There’s freedom in not being close to anyone because you don’t get hurt. It’s like a sense of madness that comes with loving things that can come and go, specially when you loose people that you’ve planed to love in long term…just crazy you’ve been trying to do something good with so much opostition.”

“I think every man and every woman they want their life to count. do you know how is to work in as many different jobs as I’ve worked at the end of the day i was just so minimus. you know I was making a lot of money but what if I died? I wasn’t making any impact of anything,.. really. That had bother me.”

Sobre a Coreia 1

  Hoje foi o quarto desmaio que eu ja presenciei desde que cheguei na Coreia, mas felizmente a primeira vez que eu nao precisei ajudar a pessoa se levantar – os coreanos ao redor finalmente se mexeram. 

A primeira vez foi semana passada, em um onibus lotado indo para o trabalho, quando eu ja estava pestanejando o olho. Ao barulho pesado do impacto no chao todos entraram em choque sem saber como proceder por aqueles milesimos de segundo, ate a estrangeira, sem um a de coreano, suspende-la e juntar os seus pertences espalhados entre as pernas alheias. A moca provavelmente estava na “dieta do comer nada” – a corrida pra beleza eh levada a serio por aqui.

Hoje foram duas vezes, na qual uma eu carreguei a menina no ombro ate a estacao.. mas isso porque ela tinha  apenas bebido muito, o que me deixou ate aliviada. Porem, ha poucos minutos atras, foi um homem que desmaiou no chao. Os seus 20 e poucos anos nao me sugereriram nada quando mesmo.com o impacto da sua cabeca ele manteve seus olhos abertos fixamente. Dada as experiencias anteriores, meu impulso foi ir em sua direcao ajudar, o que felizmente nao foi necessario.

Finalmente me retive a entrega-lo o celular e uma garrafa d’agua, quando ele foi posto de pe. Me satisfez em saber que os coreanos tambem podem olhar para o lado e ajudar o proximo mesmo com todo o comportamento tendencioso. Mas sair pelas ruas da coreia virou a cada dia uma aventura maior.